Diferença entre alimentos diet e light

Na busca pela perda de peso o consumo de alimentos diet ou light cresce dia-a-dia. Mas será que as pessoas sabem a diferença de cada um?

Diferença entre alimentos diet e light

Na busca pela perda de peso o consumo de alimentos diet ou light cresce dia-a-dia. Mas será que as pessoas sabem a diferença de cada um ou a maneira correta de consumi-los?

O que são alimentos diet?

São alimentos que não contém açúcar, gordura, sal e outros nutrientes. A identificação está no rótulo do produto. É indicado para as pessoas diabéticas que não podem consumir açúcar ou pessoas que sofrem de doenças cardiovasculares que devem evitar alimentos salgados e gordurosos.

O que são alimentos light?

São alimentos que contém pouco açúcar, gordura e sal e outros nutrientes. Não são recomendados no tratamento de diabetes ou doenças cardiovasculares e sim para dietas de emagrecimento.

São rotulados como light quando tiverem uma redução de 25% de qualquer substância ou caloria. Para alimentos sólidos deve ser pelo menos 40 calorias para cada 100g e para alimentos líquidos deve ser 20 calorias para cada 100g.

Alimentos diet ou light são seguros?

Tanto um quanto o outro não são totalmente seguros. Por isso o ideal é fazer uma avaliação com um nutricionista indicado para prescrever o regime ou com o médico responsável pelo tratamento da diabetes ou da doença cardiovascular.

Consumir ou não consumir alimentos diet ou light?

Ambos não são garantia de saúde. Antes de comprá-lo comece ler o rótulo para saber a quantidade de agentes químicos. Faça uma consulta com um nutricionista ou profissional da área para ele lhe indicar a quantidade exata de consumo seja para emagrecer, manter o peso ou tratar uma doença.

Adoçante ajuda emagrecer e manter o peso?

Os adoçantes podem conter várias substâncias artificiais (sacarina, aspartame, ciclamato, steviosídeo e sucralose) que são mais adocicadas que o próprio açúcar. Por isso o seu consumo deve ser moderado e se a pessoa não for diabética seria melhor substituí-lo por pouca quantidade de açúcar.

Suco e refrigerante diet ou light

Assim como o adoçante, também devem ser consumidos sem exageros em especial os em pó que são mais químicos que os líquidos. Assim, prefira um suco natural sem açúcar ou faça um suco desintoxicante.

Gelatina, geléia e chocolate

Também contém substâncias artificiais que são mais doces do que o açúcar e por isso seu consumo deve ser restringido.

O chocolate diet, por exemplo, substitui o açúcar pelo adoçante. Isso modifica a sua textura o que exige mais gordura em sua composição. Assim o total de calorias chega a ficar igual ao chocolate normal. A pessoa acha que não vai engordar e acaba pagando mais caro pelo chocolate diet por falta de informação.

Alimentos ricos em ferro

A deficiência de ferro no organismo afeta o metabolismo ao ponto de acarretar sérios problemas de saúde (exemplo: anemia).

Alimentos ricos em ferro

O ferro é um mineral indispensável para garantir nossa saúde. Regula a produção das células vermelhas presentes no sangue e é responsável pela levada de oxigênio para o funcionamento do organismo.

Pode ser encontrado tanto em alimentos de origem animal quanto de origem vegetal. Os que são mais benéficos para a saúde são os de origem animal presentes nas carnes vermelhas. Já os de origem vegetal podem ser encontrados nas verduras, nas leguminosas e nos grãos integrais.

Quaisquer alimentos que contenham ácido ascórbico (frutas cítricas) ou proteínas podem ajudar na absorção do ferro pelo organismo. Mas caso haja o consumo em excesso de alimentos que têm fosfatos, taninos ou cálcio, pode impedir tal processo (café ou chá).

Alimentos ricos em ferro:

Alimentos ricos em ferro 1– Açúcar mascavo, banana, beterraba, figo, gema de ovo, morango, melaço, castanhas, nozes e queijo tofu.

– Carnes vermelhas: costela de porco, fígado, coração, vitela, costela de porco e peixes.

– Frutas secas: damasco, ameixa, semente de abobora e inhame.

– Grãos integrais e derivados: pão integral.

– Leguminosos: feijão, grão-de-bico, ervilha e lentilha.

– Leite de vaca e leite materno.

– Sementes: gergelim e girassol.

– Verduras de folhas escuras: agrião, brócolis, espinafre, couve e cheiro verde.

O consumo de tais alimentos reduz os riscos de um bebê nascer prematuro ou desnutrido e da mãe vier a morrer durante ou logo após o parto (alimentação), ajuda no crescimento, aumenta a imunidade e ainda evita ou trata da anemia.

Assim, para se ter saúde deve-se abranger no seu cardápio alimentar qualquer alimento que contenha ferro de sua preferência. Não se esqueça dos alimentos funcionais e todos aqueles que sejam ricos em fibras e até mesmo em carboidratos. A alimentação saudável resume-se no consumo diário de todos esses alimentos. Viva com saúde!

Alimentos ricos em carboidratos

Carboidratos são compostos que ajudam no processo de metabolismo dando toda energia necessária para o funcionamento regular do corpo.

Alimentos ricos em carboidratos

Carboidratos são compostos que ajudam no processo de metabolismo dando toda energia necessária para o funcionamento regular do corpo. E por isso não devem ser removidos do cardápio alimentar (alimentos funcionais) e nem consumidos em excesso, pois, caso sejam, irão ocasionar vários sintomas prejudiciais a saúde (exemplos: estresse, dor de cabeça, cansaço físico e mental podendo até ocasionar desmaio) e aumento da massa corporal.

Classificação dos carboidratos:

– Simples, Monossacarídeos ou Dissacarídeos

Contém açúcares necessários para funcionamento regular do organismo (exemplos: mel, doces e massas em geral). Se consumidos em excesso podem ocasionar ganho de peso e diabetes. O ideal é diminuir a quantidade ou substituir pelos carboidratos complexos.

– Complexos ou Polissacarídeos

Presentes em cereais (arroz, milho, trigo, granola, centeio e aveia), tubérculos (batata, batata-doce e beterraba) e raízes (mandioca e inhame). A digestão é demorada o que causa uma leve sensação de sacies estomacal. Assim, recomenda-se 6 porções diárias por possuírem pouca quantidade de açúcar em comparação com os carboidratos simples.

Veja a tabela abaixo:

Alimentos ricos em carboidratos 1

Seja de que tipo forem os carboidratos como já dito acima são indispensáveis fontes de energia necessárias para garantir uma vida saudável. Assim, antes de iniciar qualquer regime você deve fazer um exame para verificar a taxa de glicemia no sangue. Quem consome muito carboidrato simples pode até acarretar uma diabetes crônica.

Então, faça uma análise dos seus hábitos alimentares e verifique se você está consumindo pouco ou muito carboidratos. Assim, para manter o equilíbrio no organismo, coma a mesma quantidade de carboidratos simples e compostos. E não vai demorar muito para você perceber todos os benefícios dos carboidratos no seu cotidiano.

Alimentos que emagrecem com saúde

A maioria das pessoas acredita que para emagrecer precisam remover uma série de alimentos do seu cardápio o que está totalmente errado.

A maioria das pessoas acredita que para emagrecer naturalmente precisam remover uma série de alimentos do seu cardápio ou acham que somente irão perder peso se tomarem medicamentos emagrecedores. Por isso acabam se alimentando errado ou se automedicando, o que faz muito mal para a saúde geral.

Manter uma alimentação saudável a base de alimentos funcionais é o segredo para se ter sucesso no regime. Mas, para isso você precisa saber quais alimentos trazem sensação de sacies e quais ajudam na absorção das gorduras provenientes de tudo que comemos.

Assim, antes de falarmos acerca de tais regimes, uma dica para complementar seria incluir na sua rotina a prática de exercícios físicos (exemplos: caminhada, corrida, esportes ou qualquer exercício feito na academia). Abandone a vida sedentária e coloque o seu corpo em forma!

Alimentos que emagrecem com saúde:

– Arroz integral: tem pouco valor calórico e ajuda na digestão. Deve ser consumido em substituição ao arroz branco.

– Aveia: é rica em fibras o que ajuda normalizar o funcionamento do intestino e assim elimina as gorduras extraídas dos alimentos. Além disso, possui lecitina, ácidos e avenasterol o que contribuem para diminuir os índices de LDL no sangue.

– Brócolis: possui fibras e tem pouco teor calórico o que ajuda emagrecer, pois tira toda a fome.

Alimentos que emagrecem com saúde 1– Feijão: é rico em proteínas vegetais, fibras, sais minerais (potássio, ferro e cálcio) e carboidratos.

– Maça: é uma fruta rica em fibras, vitaminas B1 e B2, niacina e fósforo. Ajuda a reduzir o colesterol do sangue, tem função diurética capaz de eliminar a gordura, regula o sistema nervoso, previne a queda de cabelo, auxilia na digestão e evita doenças de pele ou cardíacas.

– Peixes: é rico em ômega 3 capaz de prevenir várias doenças e ajuda a controlar os batimentos cardíacos. Prefira a carne de peixe que seja vermelha, pois, esta possui menor quantidade de calorias.

– Pepino: é rico em vitaminas e em água (função diurética). Tira a sensação de fome, elimina as toxinas do organismo e ainda age como anti-inflamatório.

– Tomate: ajuda a emagrecer e previne vários tipos de câncer principalmente o câncer de próstata. Deve ser consumido pelo menos três vezes por semana.

Alimentos que causam gases

Os gases intestinais se formam devido à fermentação dos resíduos de alimentos no intestino, deglutição de ar e hábitos alimentares.

Alimentos que formam gases

Os gases intestinais se formam devido à fermentação dos resíduos de alimentos no intestino, deglutição de ar e hábitos alimentares. A quantidade de gases varia de acordo com o tipo de intestino, se for grosso é bem superior do que se for fino ou delgado.

As bactérias intestinais fazem que o intestino fique repleto de resíduos de alimentos e assim passe a produzir gases que são eliminados através flatos ou “pum”. Assim, falar muito ou tomar um líquido quente (exemplos: sopa e chimarrão), forma-se muita saliva na boca que ao ser deglutida (engolida) leva uma grande quantidade de ar que só vai ser eliminada através de eructações (arrotos) ou flatos.

O hábito de tomar bebidas gasosas (exemplos: cerveja e refrigerantes) faz com que se misturem com os sucos gástricos e assim o organismo passe a produzir gás carbônico o que aumenta a formação de gases.

Para diminuir a produção de gases a maioria das pessoas opta pelos remédios antifiséticos. Precisa ser esclarecido que eles não reduzem a quantidade de gases, somente o volume quando estiverem em forma de bolhas pequenas no intestino. Dá a sensação de alívio temporário, mas não acaba definitivamente com a formação de gases. Mas o que realmente pode ajudar na diminuição dos flatos é evitar comer certos alimentos que são ricos em enxofre e por isso contribuem para a sua produção.

Alimentos que causam gases:

– Couve-flor
– Brócolis
– Grão de bico
– Repolho
– Ervilha
– Lentilha
– Batata doce
– Ovos
– Feijão

Muito embora seja não deve-se eliminá-lo em lugares públicos, não eliminá-los pode prejudicar a saúde fazendo que a pessoa sofra uma diverticulite (inflamação no intestino grosso) que se rompidos causam uma infecção que pode ocasionar até a morte. Para evitar diminua o consumo dos alimentos acima citados e coma mais alimentos ricos em fibras (exemplos: aveia e a soja) para regular o funcionamento do intestino.

Alimentos que auxiliam na fertilidade

Uma alimentação saudável diária pode ajudar no processo de fecundação fazendo com que a gravidez e o parto sejam tranqüilos e seguros.

Alimentos que auxiliam na fertilidade

A infertilidade pode ocorrer em qualquer fase da vida de uma mulher. Mas para combatê-la não é obrigatório fazer um tratamento médico. A própria alimentação saudável já é o suficiente para tratá-la e também evitá-la.

Na dieta da fertilidade certos hábitos devem ser cortados. A bebida alcoólica é muito prejudicial para o aparelho reprodutor feminino, pois dificulta toda chance de fecundação. O café se consumido em quantidade superior a uma xícara de café diária já é suficiente para reduzir em 50% a probabilidade de gravidez. E não podemos nos esquecer da gordura trans (alimentos industrializados: sorvete e frituras) que desregula todo processo de ovulação. Nesse caso substitua-a por gordura poliinsaturada ou monoinsaturada (exemplos: peixes e azeite).

Alimentos que auxiliam na fertilidade:

Alimentos que auxiliam na fertilidade 1– Ácido fólico: ajuda no processo de fecundação e na formação do sistema nervoso do feto. É encontrado na soja, no fígado, no feijão, no levado de cerveja e em verduras escuras (espinafre e agrião).

– Carboidratos complexos: alimentos feitos a base de farinha branca.

– Gordura rica em ômegas 3 e 6: azeite, salmão, sardinha, linhaça e amêndoa.

– Ferro: é um mineral essencial para a ovulação. Pode ser encontrado na beterraba, no açaí e na couve.

– Leite integral: deve ser substituído pelo leite desnatado. O ideal é tomar todos os dias ou pelo menos 2 vezes por semana.

– Vitaminas: B6 (carne de frango e banana), Vitamina B12 (fígado e atum enlatado) e Vitamina C (laranja, acerola, limão e abacaxi).

– Zinco: frutas (abacate, abacaxi, ameixa, banana, maça, manga, morango, pera, pêssego e uvas), frutas secas (ameixa, amêndoas, nozes e uvas passas), frutos do mar (camarão, lulas, ostras e mexilhões), legumes e verduras (alface, agrião, acelga, beterraba, brócolis, cenoura, cebola, couve-flor, ervilha, espinafre, pepino, rabanete e tomate), cereais e leguminosos (arroz, aveia, soja, lentilha, grão-de-bico, farinhas de milho, de trigo ou integral) e outros alimentos (carnes, fígado, leite de soja e seus derivados e chocolate).

Além desses alimentos você deve sempre estar hidratada. Tome pelo menos 1 litro e meio de água por dia (veja a importância da água). Caso não consiga, recomenda-se tomar na garrafa. Outra opção seria fazer um suco natural de sua preferência.

Alimentos formadores de colágeno

A produção de colágeno começa a diminuir na maturidade. A pele perde sua elasticidade e aos poucos passa a ficar flácida e enrugada.

Alimentos formadores de colágeno

O colágeno é uma proteína produzida pelo organismo que garante a firmeza da pele. A partir da maturidade (30 anos) sua produção começa a diminuir, fazendo que a pele perca sua elasticidade e aos poucos fique enrugada e flácida.

E quem mais sofre com a perda de colágeno são as mulheres. Sua produção é bem inferior em comparação com a dos homens. No início da menopausa há uma queda na produção do hormônio estrogênio e conseqüentemente na quantidade de fibroblastos que são as células responsáveis pela formação do colágeno.

Além disso, há a redução do fluxo de sangue o que faz diminuir a retenção de água pelo organismo fazendo as glândulas sebáceas produzirem menos oleosidade para proteger a pele. Assim ela fica muito sensível a qualquer exposição solar o que dificulta a remoção de manchas ou cicatrizes.

Mas não é somente a menopausa que contribui para a perda de elasticidade da pele. O hábito de fumar (razões para parar de fumar) e a falta de uso de protetor solar são tanto prejudiciais para a pele quanto para a saúde em geral.

Dessa forma, para repor todo colágeno perdido você deve seguir uma alimentação saudável todos os dias. Não adianta querer usar cosméticos caros se não se alimentar corretamente.

Alimentos formadores de colágeno:

– Proteínas magras: frango ou peru, peixe, ovo, queijo cottage e leite e iogurte desnatado.

Alimentos formadores de colágeno 1

– Vitamina A, C e E: cenoura, pepino, laranja, limão, acerola e goiaba.

– Zinco: frutos do mar, castanha do Pará, amêndoas e avelã.

– Selênio (mineral antioxidante): nozes, salmão, arroz preto e carne.

– Silício: aveia, cevada, feijão, banana, avelã, trigo, alho, cebola, morango, mel e alcachofra.

– Cobre: fígado de boi, lentilha, cogumelo, caju e avelã.

– Enzimas: abacaxi.

Observação: a gelatina só contém 10% de proteínas e por isso não contribui muito para firmar a pele como todos imaginam.

E uma completação seria ingerir o Colágeno Hidrolisado. É feito a base de ossos, peles e tendões de animais sem nenhuma contra-indicação. É uma nova forma de tratamento que estimula a produção de colágeno pelo organismo. Também ajuda no tratamento de problemas circulatórios e controla a obesidade.

Alimentos ricos em fibras

As fibras oferecem diversos benefícios para a nossa saúde, hoje vamos divulgar uma listinha com os alimentos ricos em fibras.

Alimentos ricos em fibras

Ao contrário do que muitos pensam, as fibras tem grande importância para o nosso organismo, que podem ser encontradas em diversos alimentos, tem como objetivo prevenir e/ou aliviar a prisão de ventre, reduzir os ricos de diabetes, além de evitar várias doenças cardíacas e contribuir para a digestão.

Alimentos ricos em fibras:

– Cereais integrais: aveia, quinoa, arroz e pão integral, linhaça
– Frutas: laranja, maçã, manga e ameixa, sempre com casca e bagaço
– Vegetais: couve, repolho, agrião e berinjela
– Grãos: feijão, lentilha, soja, ervilha e grão-de-bico

Tipos de fibras:

– Fibra insolúvel: As fibras insolúveis ajudam a melhorar o intestino, melhorando o sistema digestivo, aumentando o volume das fezes, benéfico para quem tem constipação ou fezes irregulares. Fibras solúveis podem ser encontradas no farelo de trigo, farinha de trigo integral, nozes entre outros.

– Fibras solúveis: Essa fibra é solúvel em água, tem como objetivo reduzir o colesterol no sangue e os níveis de glicose. Pode ser encontrada em alimentos como: cevada, cenouras, frutas cítricas, feijões, aveia, entre outros.

Principais benefícios das fibras:

Alimentos ricos em fibras 1– Reduz os níveis de colesterol no sangue.
– Evacuações normalizam.
– Ajuda a normalizar a integridade e a saúde.
– Ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue.
– Contribui na perda de peso.
– Reduz as chances de cancro colorretal.

Segundos os especialistas a quantidade de fibras necessária por dia para homens até 50 anos e de38 gramase acima de 51 anos30 gramas. Já as mulheres até 50 anos precisam de25 gramas, e para as mais de 51 anos é de21 gramas.

Benefícios da combinação de alimentos funcionais

Alimentos funcionais: Saiba quais alimentos você pode ingerir e melhorar sua saúde e bom funcionamento do seu organismo.

Veja os benefícios da combinação de alimentos funcionais

Sabemos que uma boa alimentação é a base de tudo em nossa saúde e bom funcionamento dos órgãos. Porém, existem alimentos especiais, classificados como “alimentos funcionais” que oferecem um melhor funcionamento do corpo, comprado com alimentos comuns.

Abaixo estaremos colocando uma pequena lista com os alimentos funcionais que trazem vários benefícios para seu organismo. para saber mais sobre, acompanhem logo abaixo.

Alimentos Funcionais e seus Benefícios
– Tomate: O tomate é fonte de vitamina A e também de Licopeno, ambos muito benéficos para a saúde, sendo que alguns estudos vêm mostrando a ligação de Licopeno com o combate e baixa incidência de câncer de próstata. O mesmo pode ser consumido em várias formas, porém, ele é mais indicado na forma processada, pois assim o organismo irá absorver melhor o Licopeno e também a vitamina A.

– Mamão: Esta deliciosa fruta possui vitaminas e fibras. Além disso, ele também conta com betacaroteno, auxiliando no combate a radicais livres e também na eliminação do colesterol. Para consumir esta fruta, você pode optar tanto comer a mesma In Natura, ou preparar sucos, e outras receitas.

– Aveia: A aveia é muito utilizada em todo o mundo, a mesma contém oligossacarídeos, substancia importantíssima para auxiliar o processo digestivo e reduzir o colesterol ruim (LDL).

– Acerola e Laranja: Estas duas frutas possuem em sua composição uma grande concentração de vitamina C. Ambas auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico e também combatem na formação de radicais livres e ajudam na formação de colágeno. Ambas podem ser consumidas In Natura ou utilizadas em sucos, e receitas.

– Vinho: Sendo uma das bebidas mais conhecidas mundialmente, o vinho possui significantes efeitos benéficos em nosso organismo. Ele contém agentes antioxidantes em sua composição, combatendo radicais livres. Além disso, possui também resveratrol, uma substancia que auxiliam na redução de viscosidade do sangue. Possui também características antiinflamatórias e anticancerígenas.

Benefícios da combinação destes alimentos
Misturando todos estes ingredientes em uma dieta alimentar, você conseguirá benefícios como:

– Redução e controle do colesterol ruim (LDL).
– Melhora no funcionamento do sistema digestivo e também na absorção de nutrientes e vitaminas.
– Aumento do sistema imunológico.
– Combate a formação de radicais livres.

Pois bem, esta é apenas uma pequena lista com os alimentos funcionais mais importantes na dieta de uma pessoa e os benefícios que estes trazem. Para continuarem a receber dicas de saúde e alimentação, mantenham-se sempre atentos em nosso site e estejam recebendo todos os dias várias notícias, dicas, e informações variadas.